Close
4 dicas para uma comunicação eficaz

Nós somos seres sociais e nos relacionarmos, uns com os outros faz parte da nossa rotina.

Mesmo que as relações tragam inúmeras melhorias emocionais pra nossa vida, como uma maior compreensão, suporte e aumento da autoestima muitas pessoas não conseguem conectar-se com as pessoas que as rodeiam.

Os motivos que nos levam a ter dificuldades na comunicação são variados, mas existem algumas ferramentas que você pode treinar e incrementar na sua vida, pra conseguir uma melhor a sua inteligência emocional e com isso, ter um melhor convívio. São algumas dicas para a comunicação eficaz, que não precisam de muito esforço para serem implementadas.

1 – Seja responsável por uma boa comunicação
Eu busco sempre pensar que eu não sou só responsável pelo que eu falo, mas também pelo que o outro intende. Isso evita muita dor de cabeça, e me faz ser clara e precisa no que eu preciso falar. Não adianta você falar bonito se não conseguir ser compreendido pelas pessoas que te rodeiam e vamos combinar, ter uma conversa com alguém que não se importa com como as palavras estão chegando até o outro é muito desagradável e não é isso que queremos, né?

2 – Aprenda a dar e receber feedbacks
Boa parte das nossas conversas são espécies de feedbacks, não é? Saber expor uma opinião de maneira a não agredir o outro, é imprescindível. Não estou falando que você não deva expor o que você sabe que vai ser doloroso para o outro. Mas falar isso com carinho, com gentileza. Como você iria agir se alguém te falasse o que você tem pra falar pro outro? Exerça a sua empatia!

3 – Respeite a opinião do outro
Respeitar a opinião dos outros é fundamental. Desacreditar e subestimar as crenças de outro indivíduo denota uma grande falta de maturidade. Ao longo das nossas vidas, encontraremos muitas pessoas que pensam muito diferente de nós. Podemos discutir com eles, mas muitas vezes devemos também aceitamos que, numa questão, pode haver vários pontos de vista.
Depois de ouvir as suas ideias e argumentos, podemos continuar pensando o mesmo, mas também é provável que alguns dos nossos conceitos possam ser questionados. Ter uma mente aberta para a mudança não só beneficia a comunicação interpessoal, mas também o nosso próprio conhecimento.

4- Não invada o espaço vital
O professor DeRose, fala no seu livro “método de boas maneiras” sobre a teoria do espaço vital.
“Espaço vital é o espaço territorial de uma pessoa, que varia conforme a raça, o país e a educação de cada um.

O espaço territorial de uma pessoa é aquele que ela se reserva o direito de usufruir e, dentro de cujas fronteiras, qualquer ser humano é persona non grata. Eventualmente, abrem-se exceções para os amigos, parentes e entes queridos, desde que saibam os seus limites e sejam comedidos nessa invasão concedida.” *
As vezes, tentando fortalecer laços com a pessoa que está conversando ou até mesmo reforçar a sua posição, você acaba invadindo involuntariamente o espaço da outra pessoa.
Chegar muito perto, raramente traz proximidade, a maioria das pessoas sentem-se desconfortáveis e querem fugir.

Só até aqui você já tem boas ferramentas pra por em prática. Agora eu quero te fazer uma pergunta, quando você se comunica você constrói pontes ou muros?

Observe isso!

Até mais
Marina Benedetti

 

quer saber mais? Participe da nossa palestra:
https://www.sympla.com.br/DeROSECentroCivico